O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Manutenção

Projeto de lei

Vistorias em edificações podem virar lei, por sugestão do Crea-PR

Publicado em: segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Inspeção e manutenção predial podem evitar tragédias

Os tremores em edificações e até desabamentos podem ser evitados com ações preventivas e reparadoras. Por essa razão, está em tramitação na Câmara Municipal de Maringá o projeto de lei complementar 1374/12, que prevê vistorias técnicas em edificações e elaboração de laudos técnicos feitos por profissionais habilitados no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA/PR). A sugestão ao legislativo foi do próprio CREA-PR, em parceria com entidades de classe parceiras, por meio do Programa Agenda Parlamentar.
 
Para prevenir o surgimento ou evolução de problemas decorrentes da ação do tempo ou do homem como infiltrações, vícios de obra ou fissuras, o engenheiro civil Samir Jorge explica que os responsáveis pelas edificações devem contratar laudos técnicos emitidos por profissionais habilitados. Desta forma há a garantia de uma inspeção adequada e da proteção decorrente da assinatura do engenheiro responsável em caso de problemas futuros. Jorge acrescenta que uma empresa pode ser contratada para executar os reparos com base no laudo técnico somente depois da avaliação.
 
Da mesma maneira, dependendo da obra que será inspecionada, existe a necessidade de uma avaliação multidisciplinar, envolvendo engenheiros eletricistas, para a prevenção de curtos circuitos ou engenheiros mecânicos para a vistoria de elevadores, entre outras.
 
De acordo com o engenheiro, a ausência de manutenção preventiva e ainda, corretiva, pode trazer sérios riscos.
 
“Quando a manutenção é feita de forma inadequada os problemas são percebidos visualmente. A vida útil da obra é reduzida e a estrutura passa a ‘sofrer’ mais para suportar o próprio peso, porque não está preparada. O resultado é o desgaste da obra e, eventualmente, risco aos usuários”, diz.
 
Ele acrescenta que a falta de impermeabilização sobre marquises e pilares, muitas vezes não priorizada, pode causar a deterioração de ferragens e comprometer a toda a estrutura.

Fonte: http://www.paranashop.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...