O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Inadimplência

Restrições ao inadimplemente de condomínio

Prédio deixa morador inadimplente com pouca água em SP

Publicado em: quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Medida foi adotada por prédio da Zona Norte da capital

 O pagamento da taxa condominal é um assunto delicado que requer cuidados redobrados da administração do condomínio, já que há uma série de regras previstas em lei e na própria convenção que devem ser respeitadas. O quadro “Meu condomínio tem solução”, do SPTV, mostrou nesta quarta-feira (4) dois condomínios em diferentes regiões da cidade de São Paulo que tratam a dívida dos condôminos de forma diferente.

Na Zona Norte de São Paulo, no Parque São Domingos, a regra é outra: o morador em débito pode ter o abastecimento de água reduzido em até 80% até que os valores sejam pagos ao condomínio. A decisão foi aprovada em assembleia e só é possível porque cada apartamento tem um hidrômetro particular.

 A síndica e o subsíndico dizem que a medida foi um sucesso. Em cinco anos, a inadimplência é bem menor - caiu de 35% para 5%.
 
Em um condomínio em Cidade Líder, na Zona Leste, moram 504 famílias. O condomínio custa R$ 300. Entretanto, 60 apartamentos estão com o pagamento atrasado.“A gente tem uma arrecadação e ela diminui. A gente tem que pagar as dívidas que são fixas”, conta a síndica, Patrícia Benetti.
 
Por causa dos inadimplentes, quem está com o condomínio em dia corre o risco de pagar uma taxa extra, o rateio. Além disso, algumas obras de melhoria ficam paradas. “A gente tem outros custos. Temos serviços terceirizados e tudo tem que ser pago em primeiro lugar. As obras ficam para depois”, fala o subsíndico Paulo Policárpio Roque.
 
Para tentar reduzir a inadimplência, a administração tenta encontrar soluções.
 
“Eu e o grupo gestor viramos a madrugada tentando achar soluções de economia. Em um ano, a gente conseguiu reduzir em 42%. Ainda é alto, mas reduzimos com plantões, chamadas em elevadores”, relata a síndica.
 
O condomínio também leva um advogado para negociar com os endividados. Quem não acerta as dívidas não pode usar os quiosques com churrasqueira, salão de festas e academia. "Já que você não paga, porque você vai dar uma festa? Se tem dinheiro para isso, paga o condomínio”, reclama a aposentada Nancy Almeida de Oliveira.

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/05/predio-deixa-morador-inadimplente-com-pouca-agua-em-sp.html

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...