O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Convivência

Amigo do idoso

Belo Horizonte receberá primeira turma do programa em 2016

Publicado em: quinta-feira, 10 de março de 2016

Programa "Porteiro Amigo do Idoso" realiza primeira turma do biênio 2016-2017 na capital mineira

Iniciativa pioneira do Grupo Bradesco já capacitou 203 profissionais em Minas Gerais; expectativa é dobrar esse número no estado até 2017
 
Nesta terça-feira, 8 de março, começa em Belo Horizonte a primeira turma da nova etapa do Programa Porteiro Amigo do Idoso. Iniciativa pioneira do Grupo Bradesco Seguros, o programa, ministrado pelo Senac-RJ, visa a capacitar os profissionais que lidam diariamente com moradores longevos a oferecer soluções e cuidados adequados às suas necessidades. As aulas, inteiramente gratuitas, serão realizadas na sede do Senac Belo Horizonte, no centro da capital mineira, nos dias 8, 9 e 10 de mar&cc edil;o, entre 13h e 17h.
 
Na fase anterior - que durou de dezembro de 2014 a fevereiro de 2016 e incluiu a cidade de Betim -, foram capacitados 203 profissionais de portaria de Minas Gerais. Este ano, o calendário mineiro do programa incluirá uma nova cidade: Juiz de Fora. Ao todo, a nova fase - que se estenderá até abril de 2017 - deverá formar aproximadamente 200 novos profissionais que atuam no estado.
 
De acordo com o censo demográfico divulgado em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), residem em Belo Horizonte cerca de 300 mil pessoas com 60 anos de idade ou mais (de um total de cerca de 2 milhões e trezentos mil habitantes), o que corresponde a aproximadamente 13% da população. No Estado de Minas Gerais, 12% dos moradores são considerados idosos.
 
Ainda segundo o IBGE, a população de idosos no Brasil, que atualmente está na faixa dos 13%, passará para 30% em três décadas. Isso significa que, em 2050, pessoas a partir dos 60 anos corresponderão a 64 milhões de habitantes no País.
 
O objetivo do programa é fazer com que os porteiros se tornem ainda mais amigos e possam entender o processo de envelhecimento em todos os seus aspectos. Com a extensão das aulas a novas cidades e bairros, o programa Porteiro Amigo do Idoso vem ganhando cada vez mais projeção. Esse investimento faz parte do compromisso do Grupo Bradesco Seguros com ações que incentivem a conquista da longevidade com qualidade de vida, saúde e bem-estar -- explica Eugênio Velasques, Diretor do Grupo Bradesco Seguros.
 
O programa foi criado em 2010, com base em pesquisa realizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), com cidadãos longevos de 32 países, que apontou o porteiro como o "melhor amigo do idoso". Lançado em Copacabana, no Rio de Janeiro, o Programa Porteiro Amigo do Idoso chegou, dois anos mais tarde, ao bairro de Higienópolis, em São Paulo, e, em 2015, foi estendido para o Espírito Santo e Minas Gerais, na cidade de Belo Horizonte, abrangendo os bairros Cidade Jardim, Lourdes, Savassi, Jardim Amér ica e o município de Betim, na região metropolitana.
 
Entre dezembro de 2014 e fevereiro de 2016, a terceira fase do programa realizou 50 turmas com até 25 participantes cada - com metodologia de ensino desenvolvida pelo Senac RJ e aplicada pelas unidades regionais do Senac -, totalizando 1.068 porteiros, elevando o total de profissionais treinados desde o início do programa para 1.700.
 
O programa Porteiro Amigo do Idoso foi desenvolvido sob a orientação do médico e pesquisador em saúde pública Alexandre Kalache, conselheiro sênior sobre Envelhecimento Global da Academia de Medicina de Nova York (The New York Academy of Medicine) e ex-coordenador de programas de envelhecimento da Organização Mundial da Saúde (OMS). Considerado uma das maiores autoridades internacionais em gerontologia, Kalache é consultor do Grupo Bradesco Seguros para questões relacionadas à longevidade.
 

Aulas de capacitação

 
Durante as oficinas de capacitação, em 12 horas de aulas distribuídas ao longo de três dias, os porteiros aprendem a se colocar no lugar dos idosos e a lidar com situações comuns para quem convive com pessoas longevas. Para isso, a oficina promove uma vivência utilizando óculos para dificultar a visão e pesos nos pés e nas mãos, entre outros artifícios, de forma que os porteiros sintam as limitações da idade e reflitam sobre as dificuldades enfrentadas pelos mais velhos.

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...