O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Inadimplência

Inadimplência em SP

Assembleia de condomínio autoriza corte de água de quem paga atrasado

 Síndico corta água de moradores inadimplentes em SP

Medida, aprovada em assembleia, causa polêmica entre condôminos. Pesquisa mostra aumento no número de inadimplentes na capital.
 
 
Uma pesquisa realizada pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi) mostrou aumento no número de pessoas que não pagam a taxa de condomínio na capital paulista. Para tentar receber, o síndico de um prédio na Zona Leste cortou o fornecimento de água dos devedores. A medida,  aprovada em assembleia, causa polêmica entre os condôminos.
 
Se você tem algum caso para contar ou alguma pergunta para fazer sobre vida em condomínio, envie para nós. Você pode falar dos problemas com vizinhos ou mostrar alguma solução criativa que seu prédio encontrou para melhorar a vida das pessoas.
 
Os moradores de um prédio no Campo Limpo, na Zona Sul de São Paulo, que tem piscina, brinquedoteca e academia, precisam dividir uma despesa mensal de R$ 160 mil, o que inclui gastos com 16 funcionários responsáveis pela segurança e dez encarregados pela limpeza do lugar. Mas quando o condômino não paga, as contas atrasam e o prejuízo precisa ser dividido.
 
No ano passado, a inadimplência chegou ao limite no condomínio que tem mais de 300 apartamentos e 550 moradores. Sessenta por cento dos condôminos não pagaram a taxa. O síndico, então, levou para o cartório o nome e o CPF de todos os moradores que tinham dívida há mais de três meses. O resultado foi positivo: o número de inadimplentes
 
Uma pesquisa realizada pelo Secovi nos fóruns da capital apontou para um aumento no número de processos contra moradores que não pagam a taxa de condomínio. Em julho, foram registrados 996 casos, uma alta de 28,19% em relação a junho.
 
O síndico de outro condomínio que fica em Itaquera, na Zona Leste da capital, resolveu cortar o fornecimento de água de quem não paga a taxa. A medida foi aprovada em assembleia, mas causa polêmica. “Primeiro, ele recebe uma carta. Se em dez dias não pagar, a água é cortada”, explica o síndico.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...