O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Espaço SECOVI

Inadimplência em SP

Diminui o número de ações do tipo na capital, em novembro de 2015

Publicado em: quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Cai o número de ações por falta de pagamento de condomínio, informa Secovi-SP

Levantamento realizado pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação) junto ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo mostra que o número de ações de cobrança por falta de pagamento da taxa condominial caiu 23,6% em novembro de 2015. No mês, foram ajuizadas 464 ações, contra as 607 registradas em outubro. Comparado a novembro de 2014 (787 registros), houve uma redução de 41%. 
 
A retração também foi percebida no acumulado do ano. De janeiro a novembro de 2015, foram ajuizadas 9.491 ações, o que representa um recuo de 15,5% em relação às 8.215 protocoladas em igual período de 2014. 
 
Conforme explica Hubert Gebara, vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Sindicato, os acordos extrajudiciais contribuíram com a redução das ações.
 
"Os inadimplentes preferem negociar e pagar parcelado, para não ter seu nome inscrito nos serviços de proteção ao crédito", afirma o dirigente, acrescentando que, para o condomínio, é melhor receber parcelado do que esperar anos por um resultado na Justiça.
 
"Os síndicos e as administradoras devem reforçar a cobrança", aconselha Gebara, que propõe a realização de campanhas de conscientização, destacando a importância deste pagamento para o equilíbrio das contas do condomínio.

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...