O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Inadimplência

Inadimplência em SP

Número de ações do tipo em 2014 foi o menor, desde 2006

Publicado em: terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Número de ações na Justiça por calote no condomínio ao chega ao menor nível desde 2006

Em 2014, foram ajuizadas 9.047 ações de cobrança, segundo levantamento do Secovi-SP O número de ações de cobrança por falta de pagamento da taxa de condomínio caiu 6,5% na capital paulista. De janeiro a dezembro de 2014, foram protocoladas 9.047 ações, contra 9.681 processos em igual período de 2013. O total foi o menor registrado desde o início da série história, em 2006, de acordo com levantamento do Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), realizado junto ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Apesar da redução no acumulado do ano, o levantamento apontou aumento no volume de ações em dezembro de 2014. Ao todo, foram 832 ações, o que indica um crescimento de 5,7% em relação a novembro (787 casos) e de 49,4% em comparação ao mesmo mês de 2013 (557 ações).

"Essa queda comprova nossa percepção de que o inadimplente prefere negociar e pagar parcelado", afirma o vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Sindicato, Hubert Gebara, que acredita que a morosidade na tramitação dos processos desmotiva a busca dos instrumentos legais para solução da inadimplência. — O condomínio prefere receber aos poucos a ter de esperar vários anos por um resultado judicial incerto

Fonte: http://noticias.r7.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...