O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Inadimplência

Inadimplência em SP

Ações do tipo em abril de 2013 aumentaram 26,5%, em relação a março

Publicado em: quinta-feira, 16 de maio de 2013

Ações contra inadimplência em condomínios têm alta de 26,5% em abril

Na comparação com abril de 2012, quando foram registradas 531 ações, a alta chega a mais de 86%
 
Com 992 registros em abril deste ano, as ações contra inadimplência em condomínios tiveram alta de 26,52% em relação a março. Na comparação com o mesmo mês de 2012, quando foram registradas 531 ações, a alta chega a mais de 86%, revelou o diretor do Grupo Hupert, Hupert Gebara.
 
Segundo o diretor, o resultado do quarto mês de 2013 retoma o recente ciclo de alta. Nos últimos 12 meses, o maior número de ações contra inadimplência foi registrado em julho de 2012, com 996 ações distribuídas.
 

Ciclo histórico

 
Gebara lembra que o ciclo atual de alta altera o quadro dos últimos anos, conforme histórico registrado pela empresa. Em 2006, foram registradas 17,2 mil ações contra inadimplência em condomínios. Esse número caiu para 15,9 mil em 2007. A queda continuou em 2008, com 13,1 mil registros, e em 2009, 11,4 mil.
 
A exceção foi a alta de 3,05% durante 2010, quando a empresa registrou 11,8 mil ações. Em 2011, 9,9 mil, a queda foi de 15,76% em relação a 2010. Com 10,5 mil ações no período, a alta de 5,82% em 2012 quebrou novamente o ciclo de queda.
 

Fonte: www.infomoney.com.b

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...